Costumava fazer do pouco muito,
mas agora nem pouco tenho.
Seja você e os enfeitice.
Há 3 dias
6.542 notas
via · source
reblog this
Todo mundo tem suas carências, todo mundo é humano, todo mundo sente. Uns sentem mais, outros menos, alguns quase nada, mas sentem. Podem adorar ser livre de noite na balada, no barzinho com os amigos, mas pelo menos antes de dormir, ser livre pesa.
Tati Bernadi.  (via revejo)
Há 3 dias
59.125 notas
via · source
reblog this
Eu queria você aqui, mas você está aí. E o aí não tem ideia da sorte que ele tem.
Tino Bocas.   (via nevarei)
Há 3 dias
29.145 notas
via · source
reblog this
Eu não sei brincar de gostar, fazer promessas falhas, existir longe de alguém. Sou meio louco. Entre “saudade”, “vem cá” e “preciso de você”, quando vou ver, estou comprando a primeira passagem e indo ao encontro. O meu amor ultrapassa a razão. Foi sempre assim, vai ser sempre assim.
Allax Garcia.      (via oxidos)
Há 3 dias
15.285 notas
via · source
reblog this
E ninguém é eu.
E ninguém é você.
Esta é a solidão.
Clarice Lispector.  (via romantizar)
Há 3 dias
1.422 notas
via · source
reblog this
Eu passei minha infância inteira acreditando que um mais um eram dois, mas ai eu cresci e pude ver que nem sempre um mais um é dois, as vezes um mais um pode ser exatamente um.
João Paulo Ferreira.  (via revejo)
Há 3 dias
534 notas
via · source
reblog this
Você é muito menino, ainda não sabe de certas coisas… Mas viver é morrer em prestações. Cada criança que nasce assina com a vida um contrato de compra e venda… (…) Mas como eu ia dizendo, a criança assina o contrato e o vendedor, que é a Morte, passa a cobrar as prestações anualmente. Cada ano a gente morre um pouco. Quando vai ficando velho, as prestações já não são anuais, e sim semanais. Por fim o contrato vence. O pior de tudo é que a gente continua sem saber o que comprou… - Depois duma pausa: - Por acaso você sabe?
Érico Veríssimo - “O Resto é Silêncio” (via revejo)
Há 3 dias
73.651 notas
via · source
reblog this
Idai,
você era uma ilusão boa.
Lucas Katsuro.   (via revejo)
Há 3 dias
54.770 notas
via · source
reblog this
Meu choro é silencioso. Sem lágrimas ou soluços. Meu choro é doloroso, vem de dentro. Quando choro, é a minha alma que grita e não os meus olhos.
Querido John. (via romantizar)
Há 3 dias
13.196 notas
via · source
reblog this
Me dê paz ou
Me deixe em paz.
Acrescentada. (via revejo)
Há 3 dias
12.541 notas
via · source
reblog this
Preciso de mudanças. Estou precisando de novas mudanças em minha vida, novos sorrisos, novos abraços, novos beijos, novas pessoas, novas histórias, novas aventuras, novas amizades e quem sabe até um novo amor. Eu estou em busca de novas mudanças em minha vida que me faça esquecer tudo de ruim que eu já passei.
Fernanda Gomes.  (via autografia)
Há 3 dias
16.253 notas
via · source
reblog this
Me diz alguma coisa, vai. Me fala tudo aquilo que eu ando louco pra ouvir da sua boca. Sussurra, então. Ou me ensina a receptar telepatia. Porque eu já estourei minha cota de intuição. Diz que me adora, que gosta de mim, que sente saudades minhas e uma vontade insana de me ver em plena quarta-feira. Sei que não muda nada, mas eu preciso ouvir.
Gabito Nunes.   (via autografia)
Há 3 dias
1.675 notas
via · source
reblog this
Quando você perde alguém, um buraco é aberto no seu peito. Você se sente vazio e não há ninguém que possa preencher as lacunas que se abriram. Algumas pessoas, por mais que você queira, não podem ser substituídas.
Londres, 1995.  (via revejo)
T